terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Liturgia Diária - Terça-feira 03/01/2017

RELIGIÃO LITURGIA DIÁRIA

TEMPO DO NATAL (Branco, Prefácio do Natal – Ofício da II Semana)

Antífona de Entrada
Bendito o que vem em nome do Senhor: Deus é o Senhor, ele nos ilumina (Sl 117,26s)
Oração do dia
Ó Deus, quisestes que a humanidade do vosso Filho, nascendo da virgem Maria, não fosse submetida à humilhação do homem decaído. Concedei que, participando desta nova criação, sejamos libertados da antiga culpa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Leitura (1 João 2,29-3,6)Leitura da primeira carta de são João.
2 29 Se sabeis que ele é justo, sabei também que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele.
3 1 Considerai com que amor nos amou o Pai, para que sejamos chamados filhos de Deus. E nós o somos de fato. Por isso, o mundo não nos conhece, porque não o conheceu.
2 Caríssimos, desde agora somos filhos de Deus, mas não se manifestou ainda o que havemos de ser. Sabemos que, quando isto se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porquanto o veremos como ele é.
3 E todo aquele que nele tem esta esperança torna-se puro, como ele é puro.
4 Todo aquele que peca transgride a lei, porque o pecado é transgressão da lei.
5 Sabeis que (Jesus) apareceu para tirar os pecados, e que nele não há pecado.
6 Todo aquele que permanece nele não peca; e todo o que peca não o viu, nem o conheceu.
Palavra do Senhor.
Salmo Responsorial 97/98
Os confins do universo contemplaram
a salvação do nosso Deus.

Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo
alcançaram-lhe a vitória.

Os confins do universo contemplaram
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,
alegrai-vos e exultai!

Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa
e da cítara suave!
Aclamai, com os clarins e as trombetas,
ao Senhor, o nosso rei!
Evangelho (João 1,29-34)
Aleluia, aleluia, aleluia. 
A Palavra se fez carne, entre nós ela habitou; e todos os que a acolheram, de Deus filhos se tornaram (Jo 1,14.12). 
 
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
1 29 No dia seguinte, João viu Jesus que vinha a ele e disse: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
30 É este de quem eu disse: ‘Depois de mim virá um homem, que me é superior, porque existe antes de mim’.
31 Eu não o conhecia, mas, se vim batizar em água, é para que ele se torne conhecido em Israel.
32 (João havia declarado: Vi o Espírito descer do céu em forma de uma pomba e repousar sobre ele.)
33 Eu não o conhecia, mas aquele que me mandou batizar em água disse-me: Sobre quem vires descer e repousar o Espírito, este é quem batiza no Espírito Santo.
34 Eu o vi e dou testemunho de que ele é o Filho de Deus”.
Palavra da Salvação. 
Comentário ao Evangelho
A CONFISSÃO DE FÉ DO BATISTA
            O encontro de João Batista com Jesus possibilitou-lhe manifestar sua certeza de que realmente se tratava do Messias esperado. E mais, tornar pública sua fé.
            O Precursor reconheceu ser Jesus "o Cordeiro de Deus" cuja missão seria abolir o pecado do mundo. A expressão "Cordeiro de Deus" aludia tanto ao cordeiro pascal quanto ao Servo de Javé que, pelos sofrimentos por causa de sua fidelidade a Deus, foi comparado a um "cordeiro conduzido ao matadouro". Por um lado, a presença e a atuação de Jesus na história humana trariam a marca da libertação, sob a mão protetora de Deus, como acontecera no Egito. Por outro, toda a existência do Messias era entendida como serviço e fidelidade a Deus, numa recusa radical de pôr-se a serviço de outro senhor, mesmo devendo pagar um preço caro por sua decisão. Ambas as possibilidades estão plenamente de acordo com o que haveria de ser seu projeto de vida.
            Além disso, João Batista confessa que foi por obra de Deus que chegou a reconhecer Jesus como o Messias. E isto se deu por ocasião do batismo do Mestre, quando o Espírito Santo pairou sobre ele.
            A fé do Precursor consistiu, também, em reconhecer Jesus como "o Filho de Deus". Portanto, um Messias para além das tradicionais expectativas messiânicas.

Oração
Espírito que nos predispõe à fé, ilumina minha mente para que eu possa reconhecer Jesus como Filho de Deus, vindo ao mundo para livrá-lo do pecado.

(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês).
Sobre as Oferendas
Acolhei, ó Deus, nós vos pedimos, as oferendas do vosso povo, para que alcancemos nos celestes sacramentos o que professamos por nossa fé. Por Cristo, nosso Senhor.
Antífona da Comunhão
Pela grande caridade com que nos amou, Deus nos mandou o seu filho numa carne semelhante à do pecado (Ef 2,4; Rm 8,3).
Depois da Comunhão
Ó Deus, que pela participação neste sacramento entrais em comunhão conosco, fazei que sua graça frutifique em nós e possamos conformar nossa vida aos dons que recebemos. Por Cristo, nosso Senhor.

MEMÓRIA FACULTATIVA

SANTÍSSIMO NOME DE JESUS (Branco – Ofício da Memória)

Oração do Dia
Nós vos pedimos, ó Deus, ao venerarmos o santo nome de Jesus, que, saboreando na terra a sua doçura, gozemos no céu a eterna alegria. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Sobre as Oferendas
Acolhei, ó Pai todo-poderoso, estas oferendas que vos apresentamos em nome do vosso filho; confiando em sua promessa, estamos certos de obter o que pedimos. Por Cristo, nosso Senhor.
Depois da Comunhão
Concedei-nos, ó Deus, venerar dignamente, neste santos mistérios, Jesus, o Senhor, para que a seu nome todo joelho se dobre e a humanidade encontre nele a salvação. Por Cristo, nosso Senhor.